This campaign is now closed.



Irã: Liberte dirigente sindical Professor Esmail Abdi

Em parceria com a Educação Internacional, uma federação sindical mundial de 396 associações e sindicatos em 171 países e territórios, que representa cerca de 32,5 milhões de educadores e profissionais na categoria.

Esmail Abdi, dirigente no sindicato dos professores do Irã na cidade de Teerã, foi injustamente condenado a seis anos de prisão pelo Tribunal Revolucionário Islâmica do Irã.

Este veredito de 22 de fevereiro veio oito meses depois que ele foi preso durante a viagem à Armênia para obter um visto de viagem para participar no Congresso Mundial de Educação Internacional em Ottawa, Canadá. Preso desde lá, Abdi foi acusado de "conspirar com a intenção de prejudicar a ordem pública" e "propaganda contra o sistema". Seus colegas dizem que essas acusações foram escolhidas por causa de seus legítimos atividades sindicais e papel de dirigente.

Antes da prisão de Abdi em 27 de junho de 2015, comícios em todo o país foram realizados para protestar contra os baixos salários que deixam a maioria dos professores iranianos abaixo da linha da pobreza. Uma luta que os brasileiros possam compreender.

Educação Internacional apela à libertação imediata e incondicional de Esmail Abdi e para o respeito dos direitos fundamentais de todos os professores iranianos.




Sua mensagem será enviada para os seguintes endereços de e-mail:
info_leader@leader.ir, media@rouhani.ir, vazir@medu.ir, iran@un.int, secretariat@iranembassy.be, rights@ei-ie.org