if (pt eq "eo") { } elsif (pt eq "fr") { } else { }

This campaign is now closed.



Camboja: Liberdade para xs líderes sindicais já!

Em parceria com Confederação Sindical Internacional, a voz global dxs trabalhadorxs de todo o mundo, representando 200 milhões de trabalhadorxs em 163 países e territórios com 332 filiadas nacionais.
e a Internacional da Educação, uma federação sindical global de 384 associações e sindicatos em 178 países e territórios, representando 32,5 milhões de educadorxs e profissionais de apoio.

A Confederação Sindical Internacional (CSI) está buscando seu apoio para exigir a liberdade de Rong Chhun, presidente da Confederação Cambojana de Sindicatos (CCU), e Sor Saknika, presidenta da Associação Cambojana de Trabalhadorxs Informais (CILA). Rong Chhun foi preso em 31 de julho por incitamento ao crime por fazer comentários sobre perdas de terras agrícolas e irregularidades nas fronteiras entre o Camboja e o Vietnã. Recentemente, ele estava liderando piquetes nas fábricas de vestuário e exigindo ao governo para fazer melhorias nos direitos humanos. Sor Saknika se juntou aos protestos demandando sua soltura, e ela foi presa por ‘incitação’ no dia 7 de agosto. Ouk Chayavy, ex-presidente da Associação de Professores Independentes do Camboja, foi agredido por criminosos desconhecidos no seu caminho de casa depois de visitar Rong Chhun na prisão em 10 de agosto.

O governo cambojano está reprimindo a liberdade de associação e expressão a fim de silenciar xs sindicalistas e os protestos em resposta a resistência dxs trabalhadorxs à crise econômica e a repressão.




Sua mensagem será enviada para os seguintes endereços de e-mail:
camemb.gva@mfaic.gov.kh, camemb.bel@mfaic.gov.kh, Ithsamheng@gmail.com