This campaign is now closed.



Argélia: Liberdade para militante sindical Ramzi Dardar já! Preso sob acusações falsas de terrorismo


Em parceria com a IndustriALL, ISP, e UITA.






Por muitos anos, sindicatos independentes na Argélia exigindo direitos e reconhecimento têm enfrentado a repressão, que agora se intensificou com o surgimento do movimento de massas pela democracia, o Hirak. As demissões em massa de dirigentes e membros de sindicatos, as sedes sindicais fechadas e seladas pela polícia, o assédio e a prisão compõem a repressão em curso que entrou em uma nova e perigosa fase.

Em 30 de junho, a polícia argelina prendeu o líder sindical Ramzi Dardar, um mecânico de automóveis e líder eleito do Sindicato Algérienne des Industries (UAI), que representa xs trabalhadorxs do setor industrial informal e é filiado à confederação independente COSYFOP. Dardar é acusado de terrorismo e de minar o moral do exército e da unidade nacional através de suas publicações nas redes sociais.

Os sindicatos globais IndustriALL, ISP e UITA pediram à OIT para intervir e exigir que o governo libere Dardar e retire todas as acusações contra ele. O governo argelino respondeu transferindo Dardar para um bloco prisional por prisioneiros a serem executados. Uma data de julgamento ainda não foi marcada. Relatórios alarmantes indicam que sua saúde física e mental está se deteriorando.

Exortamos o governo argelino a libertar imediata e incondicionalmente Ramzi Dardar e respeitar plenamente os direitos sindicais e democráticos estabelecidos nas normas internacionais, incluindo as Convenções da OIT.




Sua mensagem será enviada para os seguintes endereços de e-mail:
President@el-mouradia.dz, contact@mjustice.dz, contact@mission-algeria.ch, consulat-algerie@consulat-algerie.ch, secretariat@consulatalgerie.be